Análise do JC: O que aprender com os joguinhos dela?

“Conheci essa mulher quando ainda não fazia ideia do que era ser um jogador caro, já que a analogia é óbvia, eu tinha meus vislumbres de craque mas me faltava objetividade.
Nos conhecemos na metade do ano passado, desde então nos encontrávamos com frequência, não chegando a ser um namoro, mas em dezembro ela começou a dar sinais de que não estava mais curtindo (agora percebo que ela estava esperando mais iniciativa de minha parte, para propor o namoro).
(tem certeza? Pode até ser… como pode simplesmente ter cansado do lance, se interessado por outro, etc…)
Nesse período ela estava com aulas da especialização dela e ficamos sem nos ver por um mês e meio aproximadamente, importante falar que eu estava apaixonado por ela (cagada, fiquei cego), quando voltamos a nos falar queria saber porque ela não tinha gostado, ela tentou desconversar mas falou que esperava mais atitude de minha parte.
(é isso que eu digo. Por mais que ela quisesse firmar um compromisso, toda garota sente quando o cara está apaixonado, e nenhuma desiste se o sentimento for recíproco)
Nessa conversa que tivemos não brigamos ou nos ofendemos em nenhum momento, então ela me disse que gostaria de manter contato comigo porque me achava uma pessoa legal e gostaria que fossemos amigos, analisei por um tempo e falei para ela que gostaria de continuar amigo dela, acho uma pessoa muito boa e ótima amiga, mas que para manter somente a amizade deveríamos evitar falar sobre intimidades e relacionamento, ela concordou.
Porém, uma semana depois, adivinha o que acontece, ela vem me perguntar se eu estava de olho em alguém ou algo assim, fiquei sem reação, toda a conversa que havíamos tido não serviu de nada. Tudo bem, dei uma resposta qualquer e segui a vida.
(já imaginou que ela pode ter perguntado porque a mesma já estava de olho em outro cara e estava com um pé atrás em te magoar?)
De um tempo pra cá, uns 2 meses, ela voltou a me dar indiretas, neste momento já conhecia o MDJC, joguei mais duro com ela, aquele jogo de puxa empurra ela ficou maravilhada.
Convidei ela pra uma festa e deixei bem clara a minha intenção, ela topou. Aqui tenho que explicar que a menina é bonita pra caramba e ainda tem aquela sensualidade e é extremamente carismática, já sabia que ela tinha muitos amigos, sim homens também, e como bem dito pelo MDJC de 10 amigos no mínimo 9 querem algo, com ela no mínimo 10.
Bom, continuando na festa ficamos conversando com um grupo de amigos e eu conversando com ela, depois de uns 15 minutos, estava rodeada de homens dando atenção a ela, alguns amigos que eu não conhecia, era visível o seu prazer ao ficar sendo paparicada por todos aqueles homens ao mesmo tempo.
(nossa… você que a convidou para a festa e ela tendo essa atitude)
O que fazer? (conversar com outras garotas de forma interessada seria uma boa, pegar telefones, e em último caso, agarrar alguma ali mesmo) 
Falei no ouvido dela que iria para um lugar mais calmo porque ali estava muito “cheio”, quando virei as costas pra sair ela me puxou pelo braço e perguntou se eu estava bem em resumo fez um carnaval sendo que eu somente iria dar uma volta. (incrível como essas jogadoras mantém um frame de superioridade)
Um tempo depois ela veio atras de mim então voltamos a nos reunir (eu, ela e alguns amigos em comum), comecei a jogar mais agressivamente, a balada era eletrônica e ela estava curtindo, me falou que a musica que estava tocando era muito boa, então falei dança aqui comigo, ela estranhou e falou que essa musica não se dançava junto e desculpinhas (tsc tsc tsc), um minuto depois estava dançado com um “amigo” dela, cheguei no seu ouvido e falei que o jogo tinha acabado, ou escolhe os teus “amigos” ai te lambendo ou vamos para um lugar reservado só eu e você. (aqui você se rebaixou mesmo)
Não sei se ela queria continuar jogando mas o fato é que não veio atras. (até a mãe dinah previa essa)
Bom até ai tudo certo a derrota também faz parte. Porém, na mesma semana voltou a fazer joguinhos comigo, pelo msn, facebook, passado um tempo, um mês, me convidou para fazermos uma viagem para os canyons aqui no RS quase divisa com SC, falei que sim, não conhecia ainda e adoraria ir com ela (assim? Depois de te tirar para capacho na festa que VOCÊ a convidou pra ir? Mandou mal em aceitar), só que nessa viagem ela levou um “amigo” (outro que, já tinha visto, falado algumas vezes), percebi que ela estava tentando esconder alguma coisa, desconfiei na hora, estava quase certo que havia um lance entre os dois.
Uma pausa para falar que isso não seria problema nenhum, contanto que ela não me escondesse o jogo.
A verdade é que se ela deveria ter me dito para que eu tirasse meu time de campo. (discordo, ela não deveria ter feito nada, e sim, você, se valorizado e cortado as asinhas dela, tirando seu time de campo).
Bom descobri durante a viagem que ela estava ficando com ele, a pouco tempo pelo que eu pude perceber. Na volta da viagem, esta segunda, escrevi pra ela que ela deveria ter me contado, porque fiquei fazendo papel de bobo, ela me respondeu que eu não tinha nada que ver com quem ela se relacionava, sendo que em qualquer momento comentei algo sobre essa pessoa, ou que ela não devia se relacionar com ele, simplesmente cobrei que ela deveria ter me falado, novamente ela negou que tinha pisado na bola comigo, respondi que quando ela percebesse o erro que cometeu ela voltasse a falar comigo, se ainda queria manter a nossa amizade. (o porque qualquer possibilidade de relacionamento já era). (parabéns, você foi praticamente um massagista profissional do ego dela e a garota tirou onda com sua cara)
 
Minha dúvida é a seguinte, acredito que agi corretamente. (eu não iria por esse caminho)
Sei que em alguns momentos falhei mas gostaria de levar o conhecimento dessa relação para comigo, por isso peço uma ajuda para a análise da situação. Pode puxar a orelha a vontade.” 
Pera aí então…
Deu!
Como o caso ficou bem extenso, serei o mais objetivo possível.
Algumas pessoas gostam de fazer joguinhos de manipulação porque isso traz certa sensação de poder a elas.
Principalmente jogadorinhas com uma lata bonita.
Se você tivesse iludido a garota em outro momento, pego várias, brincado com os sentimentos dela, talvez até teria motivos para isso tudo.
Mas ao meu ver, ela quis apenas sentir o que falei acima, e você meu caro, na primeira atitude dela sem integridade, já tinha que ter pulado fora.
Nunca aceite comportamentos que despreza. Do contrário, será uma bola de neve e você perderá tempo, energia e outras oportunidades dando atenção para uma perversa como essa.
Falo com conhecimento de causa pois já passei por isso e vi muita gente passar.
E dane-se! Agora você está vacinado my brother e isso que interessa.
Abraço do DON
*quer entender melhor a mente desse tipo de fêmea e como lidar, aconselho os livros de Nessahan Alita.
*comenta aí jogador!
Anúncios

22 respostas para “Análise do JC: O que aprender com os joguinhos dela?

  • Excalibur

    Don, muito boa. Amigo da carta, ao te convidar para viajar, ela já estava de plano traçado, queria exatamente o que ocorreu: ela te colocou a pensar que seria uma viagem romântia, a dois, enquanto ela levava um outro sujeito para esfregá-lo na sua cara; assim, ela reafirmou de vez seu poder como mulher, fez uma viagem maravilhosa, com um carinha massa, e humilhando o ex (vc) e colocando ele para sofrer.

  • Mike

    “Dê a um homem um peixe e estará alimentando por um dia. Ensine-o a pescar e estará alimentando-o por toda a vida.”
    Parabéns pelo conselho Dom.. agora meu garoto tá na hora de se reinventar e procurar estudar mais o assunto, se não você passará um bom tempo sendo tratado dessa forma, os conselhos do Dom foi muito bons agora vc tem que correr atrás…

  • Playboy

    Na moral esse tipo de mulher gosta dos caras que não estão nem ai para elas..!!!

  • Renan dos anjos moura

    Jogador Caro
    Na minha opinião você fez quase tudo errado … e você mesmo percebeu isso.
    A grande verdade é que homens sem o “espírito baladeiro” estão fadados a ter problemas com a maioria das mulheres nos dias de hoje.
    Muitas vezes tentei mostrar isso no Pua base mas poucos me davam atenção.
    As pessoas não percebem que a situação já saiu do controle, as mulheres “comandam” o mercado sexual … são elas quem decidem se vão ficar com um cara ou não … atração ,hoje em dia, é praticamente uma escolha ao contrário do que diziam muitos mestres Puas.
    Elas esperam que os homens sejam extremamentes “agressivos” sexualmente visto que elas estão na fase da liberação sexual. Homens que ficam com muitas mulheres terão ,de certa forma, a compreensão delas.Se você tivesse se afastado dela e curtido a festa certamente ela teria outro conceito sobre você.
    Só existe um tipo de homem que as mulheres respeitam(minha opinião) … os safados desapegados.
    Outro conselho … NÃO LEIA NESSAHAN ALITA PARA APRENDER A LIDAR COM AS MULHERES … leia nessahan alita para aprender sobre o comportamento feminino (PONTO FINAL).
    Mulheres são muito mais complexa do que se imagina … simplesmente saber como é o comportamento delas não significa que a pessoa vai saber “domá-las”. Por incrivel que pareça…

    • Don Conejo

      Caro Renan,

      tem muita verdade no seu comentário.
      Mas sou daquele tipo que evita extremidades, sabe?
      Não acho que apenas o ‘safado desapegado’ tem o respeito feminino.
      Muitos desvalorizam alguém por essa sede de querer todas, e quando ela desiste, aí ele vai atrás e ela vira o jogo.
      Como já dito numa série de artigos aqui (jogador caro, acima do bonzinho e do cafajeste), o essencial é perceber a dinâmica de cada relação que você inicia.
      É como um pingue pongue, um rebate para o outro, em velocidade e força que dê para contribuir. Do contrário, não existe o equilíbrio e alguém vai se decepcionar.

      Achei redundante seu imperativo “não leia N.A. para aprender a lidar com as mulheres, e sim, para aprender sobre o comportamento feminino”.
      Dá no mesmo.
      Só que eu diria diferente.
      Leia para entender sobre ESSE TIPO DE MULHER. O tempo todo o autor frisa isso. O tipo jogadora manipuladora, que é analisada de forma incrível por ele.
      Gosto também porque Alita frisa o lance de ter um ego forte e não frágil/carente, sempre incentivando a masculinidade no homem. Muito bom.

      Abraço!

      • Bruno

        Concordo com os dois em quase tudo que falaram…acho que o lance é mais ou menos pelo caminho que o Don disse, depende de cada situação, de cada mulher e definitivamente elas não querem um cara carente ou um cara que só quer ter ela e não outras (ou que deixa claro que quer só ela), no começo todos vamos bem, o problema é apaixonar e deixar isso visível (toda hora tá no pé, manda mensagens, liga demais, marca programas somente com ela, logo no começo já começa a chamar a gata com apelidos carinhos, etc.), sempre caio nessa armadilha também, temos que ser DOGS. Resumindo, com as palavras do Don, é um pingue-pongue, em velocidade e força que dê para contribuir! é o meu primeiro post aqui…gostei muito desse fórum, não tem tantas pessoas e pelo visto a qualidade da puazeira aqui é alta!!abraço a todos!

      • Don Conejo

        Grande Bruno, seja bem vindo ao MDJC!

        Na verdade isso aqui não é um fórum e tampouco se limita a “pua”, o buraco é mais embaixo 😉

        É o estilo de vida Jogador Caro!

        abraço até mais

  • Leonardo

    Muito boa a análise! Concerteza não ajudou somente ele, porem, a mim também e tenho certeza que vários outros. E forca para o nosso amigo ae para que supere isso e aprenda também, porque, só quem passou por isso sem nenhum tipo de orientacão sabe o quão difícil é.

  • rildson

    Boa Don! Uma ótima publicação e ótimas dicas! 😉

    No meu ver, não seria necessário um puxão de orelha até porque você agiu sim corretamente, uma das coisas que a mulher usa muito é o desprezo, claro que o ponto que mais chamou atenção foi a dá viagem até porque foi depois do ocorrido, mandou mal! XD, mas enfim agiu correto valorização meu amigo é o que deve ocorrer! 😉

  • gustavo

    Grande analise bruxo!
    Com certeza atitudes egocêntricas vemos toda hora. Não me permito julgar, pois também já tive momentos de inconsciência e que só agora percebo. Mas nosso camarada se apaixonou e entrou no jogo dela (quem nunca caiu??). Coisas assim são dolorosas, mas necessárias. Tive uma experiência parecida e agradeço por ter tido ela cedo na vida, pois a vacina é certa.
    Abraço

  • Lucas

    Como o Gustavo falou acima: quem nunca?

    Amigo do relato, encare este acontecimentos e sua protagonista não com maus olhos, com sentimentos de vingança, ódio, porque isso vai te fazer pensar mais e mais nela, mas como uma oportunidade de aprendizado, em que você pôde descubrir o lado mais obscuro e cruel das mulheres.

    Eu também não gosto dos extremos, por isso hoje em dia procuro observar meus sentimentos, tanto bons quanto ruins, com atenção plena, intencionalmente e sem julgar (método minfullness).

    Ou seja, lembre-se do que aconteceu e, quando acontecer de volta, não se revolte contra a realidade, mas sim observe-a e as suas reações, se autodescobrindo e conhecendo, e, assim, enxergando a realidade com mais plenitude.

    Em vêz de a odiar, agradeça-a, pois ela abriu seus olhos, mas…

    Toda ação tem uma reação, essa é a lei do universo, ou seja, eu nunca mais iria querer um relacionamento com esta mulher, vez que você descobriu quais são as suas reais intenções.

    Todo mundo erra cumpadi, os sentimentos ruins servem para uma nobre causa: abrir os olhos para o que está errado!

    Abraços

  • Rafa

    Cara do céu eu juro que quebrava a cara dessa menina na primeira situação!
    Mas o cara ai é uma menina como pode aguentar!

    • Don Conejo

      Caro Rafael,

      Você acha que ele é “uma menina” simplesmente por ter perdido tempo com uma garota?
      E “quebrar a cara” dela, faria de você o quê?

      Continue visitando o MDJC, pode ser que aprenda algumas coisas!

  • Lucas

    O termo “espertinhas manipuladoras” utilizado por N.A. se refere, certamente, à versão feminina dos psicopatas, que são as mulheres portadoras do “Transtorno de personalidade histriônica” que, dentre outras características, possuem:

    – Dramatização, teatralidade, e expressão exagerada de emoções;
    – Sugestionabilidade, facilmente influenciável por outrem ou circunstâncias;
    – Afetividade superficial e instável;
    – Busca contínua por excitação e atividades onde o paciente é o centro das atenções;
    – Sedução inapropriada em aparência ou comportamento;
    – Busca de parceiros simultâneos;
    – Desprezo por diagnósticos, críticas e sugestões que não coincidam com seu ponto de vista;
    – Preocupação excessiva com aparência física, vestimenta e assesssórios.
    – Em casos extremos, podem insinuar-se excessivamente para depois ser receptiva ao asédio do sexo oposto, principalmente de estranhos;

    Fonte: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde – CID 10/OMS

    Procure saber se é isso mesmo que aconteceu com você, caro amigo do relato. Se for, fique sabendo que a personalidade desta “menina” é um problema para ela própria, ou seja, é ela a principal sofredora deste tipo de atitude.

    Voce pode averiguar o passado e a história dela. Normalmente este transtorno tem as seguintes causas:

    – eventos da infância como mortes de familiares próximos, doenças de familiares próximos que resultam em ansiedade constante, divórcio dos pais e genética

    Se for, fique tranquilo que não é você que é o donte, e sim ELA!

    Pessoas assim tem uma “casca” de superioridade, mas são muito carentes por atenção, sentem um imenso vazio interior e frequentemente acabam com a chamada Depressão Maior (a pior espécie).

    Isso não lhe tira, no entanto, a responsabilidade de não cair mais nestas provocações, tentando melhorar cada vez mais as suas atitudes e coaduná-las ao que VOCÊ acha certo.

    Uma boa pesquisa sobre as diversas personalidades e sobre o comportamento humano (psicologia e psiquiatria) lhe dá um bom subsídio sobre como identificar estas pessoas e como se autoconhecer.

    Aloha!

    • Don Conejo

      Valeu Lucas, seu comentário adicionou grande conteúdo ao nosso artigo.

      forte abraço!

    • Marcos Arnaus

      Lucas, você descreveu a garota com quem acabei de terminar…

      É um inferno ceder a chantagens emocionais, sabendo que a garota tá te enganando, mas vc é um pinto mole pq ela tem (no meu caso) uma história de vida difícil e etc etc etc…

  • Tony

    Cara! Já passei por isso (de uma forma infernal!!!!). E posso te garantir q, além de doer mto, vc pode tirar grandes lições e ficar “vacinado”contra esse tipo de garota….hj estou com uma q está completamente apaixonada sem querer se aproveitar…

    Abraços e parte pra próxima q é o melhor jeito! Boa sorte jogador!

  • mrms

    É manolo, tem mulherres que sabem mesmo como manipular os homens mesmo (a maioria delas sabem). O que se tem a fazer nessas horas é: Vai se deixar levar por essas safadas manipuladoras, ou vai agir como Jogador caro, e dar a volta por cima?? A escolha é de cada um!

    Valeu, abraços!!

  • L. Viegas

    Com todo respeito cara, mas fiquei abismado quando li “acredito que agi corretamente”.
    Na minha opinião essa historia poderia ter sido bem menor..se logo no começo vc percebesse que essa garota não é o tipo de mulher para namorar ou ter algo mais sério.. o tempo todo ela demonstrou isso..

    Perdendo tempo com a pessoa errada, você pode estar perdendo a chance de conhecer a pessoa certa.

  • Rafael

    Valeu ae dom pela vacina , eu já tinha aprendido sobre isso , mais conhecimento sempre é bem vindo , muito bom .valeu ai

  • guilherme mc

    NESSAHAN ALITA é a chave.. só isso. leia todos

  • Luiz

    Bom conselho Don!!!! Irei levar como aprendizado essa história!!! abss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: