Os 93% do Facebook

Quem cochicha o rabo espicha e quem se importa o rabo entorta.

Tá aí uma grande verdade.

Mas venho compartilhar com você, leitor do MDJC, uma questão que me intriga.

É relativo ao nosso querido Facebook.

Presumo que volta e meia alguém o convida para ser seu “amigo”.

Por vezes é até um camarada mesmo, mas normalmente, são conhecidos que temos afinidades, ex-esquemas de tempos atrás, parentes, colegas da época da escola, e uma grande parte que nem lhe cumprimenta por aí.

Mas digamos que você é seletivo.

Adiciona somente quando acredita rolar certa consideração recíproca.

Mesmo assim, sinto lhe informar: Não adianta, jogador… tanto faz se você possui em sua lista 4 mil pessoas ou 200, irá sempre se deparar com

 

OS 93% DO FACEBOOK!!!

 

Exato.

Constatei em minhas pesquisas que 93% não curte o que você posta, não comenta, não compartilha e nem fala contigo no bate-papo. E nem responde direito!

Desde perfis pessoais de desconhecidos, até famosos como o Will Smith e seus 34 milhões de admiradores, fanpages de grandes marcas, ou a personagem dos palitos de dente, Gina Indelicada, que já alcançou a marca de 900 mil curtidas por suas divertidas postagens… todos eles recebem no máximo 7% de feedback.

Até o MDJC, com seus quase 800 jogadores e jogadoras, confirma esse dado. Pode ir lá ver.

Fico me perguntando, por que será?

Tudo bem, acredito que temos o direito de participar dessa mídia social da forma como acharmos mais satisfatória para nós mesmos.

Só que fala sério… 93% é quase todo mundo!

Da onde vem tanta apatia??

Seria timidez em se manifestar?

Mas é só apertar “curtir” aqui, dar um “ai” ali.

Ficar em cima do muro é coisa de coruja e não de ser humano.

 

Sinceramente, está faltando mais conexão. Mais tesão em interagir com os outros, fazer piada, debater uma tese, incentivar e expor ideias, partilhar informações (interessantes ou bobinhas), enfim… Dizer ao mundo que está vivo!!!

Já pensou se você curte um trabalho de seu amigo e outra pessoa da sua lista que é envolvido com aquela área vê, se interessa e o contrata, simplesmente por causa de sua curtida? Percebe o poder dessa ferramenta?

Não consigo entender o que se passa na cabeça de um sujeito que lhe adiciona como “amigo” e parece mais um finado, um zumbi, sei lá!

Imagino somente duas hipóteses:

1- É um espião que observa à sua vida com olhos de invejinha para ficar de ti-ti-ti pelas costas

2- O sujeito/fulana quer dar uma dewow tenho 2 mil amigos, eu sou legal, vejam!

 

Tem também aquele que quase nunca acessa.

Porém, pode ter certeza, assim como uma raposa que age na calada da noite, vez que outra ele vai de cantinho e espia seu perfil.

Ahhhh!!! Sai da moita tatu!!!!

Tanto faz se você publica apenas fotos de comida, montagens engraçadas, música, bebedeira, vídeos, trabalho, piadas… mesmo se for uma dondoca que bate foto se olhando no espelho com um decote gigante e fazendo biquinho… ou um eterno apaixonado que se declara todo dia à sua amada…

Bem que você podia parar um pouco de falar de si mesmo e contribuir para o dia de seus conhecidos.

 

Pois a questão é, o que você prefere?

Ser dos 7% que interagem de alguma maneira, mesmo que particularmente,

ou dos 93% de espiões que por diferentes motivos estão presos na zona de conforto, sem tomar qualquer tipo de atitude no facebook e provavelmente em suas vidas?

 

Abraço do DON

*comenta aí jogador!

Anúncios

22 respostas para “Os 93% do Facebook

  • Marcio

    Kra eu sempre me perguntei sobre isso, como algumas pessoas conseguem me ter em seus faces e não interagir de forma nenhuma cmg, msm eu postando coisas diferentes? Será q me odeiam ? kkkkkkkkk

    O ser humano é msm estranho !!!

  • Litierri Gandolfo

    Don, isso ié pura verdade! Mesmo que você se esforce, comente as fotos de todos e clique em curtir em quase tudo, raramente um ou outro retribui e interage com a gente. Incrível…

  • Bruno da Silva Freitas

    Eu também tinha percebido isso depois de um tempo que fiz meu facebook, as pessoas que não falavam comigo na ou na escola na época, me adicionavam e eu pensava e penso ainda “já que é um site de relacionamento vamos nos relacionar, já que me adiciono vo puxar assunto”, mas ninguém dava um feedback, hoje em dia adiciono todo mundo que me manda convite, mas na hora de adicionar estou sendo mas seletivo, e meu face hoje em dia ta mas para um site de noticias onde curto blogs que falam do que me interessa…………

  • Reinaldo ;D

    o bom é você adicionar as pessoas que realmente valorizam você. que realmente goste de falar com você. só que muitos, só querem ter um monte adicionado só para se mostrar o fodão. mais muitas vezes na vida real ele é um merda.

    bom artigo man =D

  • Elson Santos

    eu parei pra pensar o porque disso também mas não consigo entender.

  • Paulo Andrei

    Isso ai tem que sair da zona de conforto sempre! 😉

  • Angelin

    Tem gente que só interage com os mais chegados mesmo, mas curtir o que os outros postam, fazer alguns comentários não custa nada e mesmo assim os cara ficam na moita.
    Será que tem tanta gente assim na zona de conforto?

  • Matheus

    Tem muito haver com a tal da “zona de conforto”.
    A verdade é que se todos agissem dessa forma, poderia se chamar de rede “anti-social”, pois como objetivo principal, uma “rede social” conecta pessoas ou organizações que compartilham informações, interesses e objetivos em comum.

    Falta mais conexão, talvez isso se transfira para a vida real, um feedback sendo bom ou ruim, vai contribuir de alguma forma para pessoa que o compartilhou, seja no facebook ou propriamente na vida fora a rede social.

    Hoje percebo a importância disso, essa semana um professor de faculdade me fez a seguinte pergunta: “O que você mudaria da sua vida acadêmica, se começasse hoje?”
    Tive uma resposta bem clara na cabeça, eu faria mais perguntas, teria mais iteração com colegas e professores, há muito conhecimento que deixamos de adquirir por não compartilharmos nossa ideias e não interagirmos com nosso meio.

    Acho que é bem por ai Don.

    Abraço

  • Gabriel

    No final de semana tive minha conta invadida, acesso da malásia, isso me levou a refletir que informações eu mando por Facebook que seriam tão importantes, conversas com contatos de trabalho por exemplo. Já a algum tempo venho me perguntando se o face não é uma zona de conforto, acho que é uma ferramenta incrível, mas, que cheguei a conclusão de que não sei utiliza-la de maneira correta, sim espiono algumas páginas, e isso me toma muito tempo. Acho que vou aproveitar esse episódio da minha conta invadida e deletar a conta do face. Viver mais a vida real.

  • rildson

    Eu tinha muitas dúvidas sobre como responder isso, sempre que perguntavam me isso eu respondia: sei, lá! não sei o que eles pensam sobre o facebook, mas quando eu li o seguinte trecho:

    \”2- O sujeito/fulana quer dar uma de “wow tenho 2 mil amigos, eu sou legal, vejam!“

    hahaha\’ logo de cara percebi que 50% dos meus contatos são assim, mas fora isso, realmente se pessoas expressassem mais suas opiniões, para haver um debate concerteza a troca de ideias seria fenomenal e, também elas começariam a sair da zona de conforto 😉

  • Leandro da Silva

    O Facebook é uma ferramenta social incrível, porém, como com grande parte dos inventos tecnológicos, a maioria das pessoas utilizam de forma fútil e não para sua evolução pessoal.

    Geralmente quem não interage ou é porque está alienado em sua cômoda zona de conforto, ou é a garota de seios avantajados que tem mil caras sem cérebro correndo atrás dela e acaba colocando todos os homens nessa lista, não respondendo inclusive os caras bacanas, por colocar todos no mesmo saco e generalizando, dando atenção só quem vai beneficiá-la de alguma forma (ex. colocar de graça em uma night), ou seja, a interação vira puro interesse.

    Mas no fim, pouco importa se 93% das pessoas não respondem ou não ligam efetivamente por aquilo que é postado. Sabem porquê? Porque se você é um legítimo Jogador Caro, quando bate o olho-a-olho e as pessoas se encontram pessoalmente, estas pessoas que não respondem e não interagem vão perceber o quanto legal você é e nosso dever é apenas retribuir um “Não te desejo mal, mas você não faz diferença alguma”.

    Como um dia disse Woody Allen: “A realidade é dura, mas é o único lugar onde se pode comer um bom filé”.

    Saiam e vivam, as melhores coisas da vida “não” estão no Facebook.

    Grande abraço Don, excelente texto.
    Att, Leandro, BoyOfLaw.

  • iago

    Grande verdade Don, volta e meia entro no facebook e vojo convites de pessoas que nunca vi e alguns convite de pessoas que vejo no dia-a-dia mais não mim comprimentam, e aceito, mais depois fico mim perguntando ”oxe as pessoas mandam convite e nem se que da um Oi”? Muito estranho cara. Também tem os conhecidos que agem do mesmo jeito.

  • Don Ribeiro

    Realmente isso é muito comum. Muitas pessoas te add sem razão e tudo mais, só que eu sinceramente não me preocupo muito com isso. Pela comodidade de adicionar uma pessoa nova(o facebook mostra pra você), fica fácil surgir esse tipo de conexões.

    Mas sinceramente eu só não sai fora dele porque o povo da faculdade quer resolver sobre trabalhos e esses coisas lá. Quando a próxima virar moda, quero ver o que vão inventar

  • joão

    cara,irada a informacão,onde voce pesquisou?
    essas dondocas são um pé no saco bicho e ainda mais aquela galera que nunca fala contigo e te adiciona no facebook!
    abracos dom

  • dyonehenrique9

    Don Conejo eu era desses que não compartilhava nada. Eu me achava feio na foto do FB, e não fazia absolutamente nada, vivia na moita, por timidez e por pensar q as pessoas iriam achar merda do que eu postar.

    Mais depois de um tempo de PUA, hoje eu tenho uma foto que eu gosto muito [estilo badboy haha] e comento, curto e compartilho tudo que eu gosto! O cara que eu sigo de exemplo é o Chameleon, ele fala e posta absolutamente tudo!!! Piada sem graça…imagem idiota….pensamento idiota….não ta nem ai!

    É isso Don! Saiam da moita!
    Valeu!

  • Augusto

    Hipocrisia Don, facebook é o supra-sumo da hipocrisia no mundo de hoje. São raras as pessoas mais lucidas que usam ele de forma saudável, produtiva, sabe?, aquela coisa de “pow, vou bater um papo com meus amigos (sinceros) distantes” ou “vou compartilhar essa foto com meus familiares eles vão se identificar”. Se entende onde estou querendo chegar? Relações saudáveis, sinceras, que são (temporariamente) virtuais. Mas não, as pessoas mexem no mundo virtual a fim de impressionar a sociedade, criam realidades felizes e perfeitas para mostrar para sociedade “olha, sou mais feliz que você(s)” agem de forma egocêntrica, e por traz da mascara “tenho muitos amigos”, “olha como sou popular” so pensam em como ser superior ao próximo.

    Apesar de nao ter tentado nao generalizar, sei que estou sendo julgativo e acido demais, mais é o que eu vejo.

    Nao levo a serio o facebook, e como vi o mourão dizer no facebook mesmo, que ele não cometeu o facebookcidio, mas deixou ele em estado vegetativo, rsrs, eu o mantenho assim tambem. rsrsrs

    Abraços.

    • Don Conejo

      Pode crer Augusto,
      você não está sendo juiz não, está tendo um ponto de vista crítico sobre algo que acontece ao nosso redor.
      Isso é muito bom e concordo com tudo.
      Aliás, o Mourão é uma figura, sangue buenasso!

      Abraço jogador

  • João Fonseca

    AH GRANDE DON!
    Gostei do Post. Sim senhora 🙂

    Aplausos, é completamente verdade isso. Eu já constatei essa lei eheh.

    Abraços de Portugal
    João F.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: