Arquivo do mês: dezembro 2011

valeu 2011… chega mais 2012!!

reveillon na ilha da magia

Virada de ano é sempre uma data especial!

Há quem diga que não… que é apenas um dia no calendário e ponto.

Mas considero ótima oportunidade para rever o que se fez nos últimos 12 meses e planejar novas metas.

Você evoluiu? Aprendeu com seus erros? Teve ideias e as pôs em prática? Passou por momentos especiais?

O que ficou pendente? Se afastou daquelas pessoas pessimistas? Conheceu pessoas interessantes?

Se você não percebeu avanço em alguns desses pontos acima, tenha mais foco em 2012.

Pare de ser A Vítima!!

Todos temos problemas. Todos passamos por situações difíceis em qualquer das áreas que sustentam nossa vida (financeira, saúde e relacionamentos).

Saiba que sempre existirá alguém passando por um obstáculo mais pesado que o seu. E lembre que cada um tem a cruz que pode carregar.

Surgiu um desafio?? Algo inesperado?? Que tal ser consciente sobre as duas saídas nesse caso:

1-ou você pode resolver

2-ou não pode

No próximo ano, aconselho que parem de reclamar de seus problemas para os outros. Isso é chato!!

Reflitam, parem e pensem se existe uma solução. Peçam orientação à alguém indicado, que realmente possa ajudar, e deu pra bola.

Algumas coisas fogem de nosso poder. Aí você deve parar de perguntar “POR QUE??? ONDE ESTÁ DEUSSS ESSAS HORAS???”.

Apenas siga o ensinamento budista de aceitar aquilo que não podemos mudar.

Tal atitude irá certamente de libertar de conflitos psicológicos, stress, entre diversos outros estados negativos.

Agora vamos à melhor parte, OS OBJETIVOS PARA O ANO NOVO!

Pegue uma folha agora mesmo ou faça como eu, abra um documento do word e escreva OBJETIVOS PARA 2012.

Anda!!!!!!! Vai deixar pra depois??? Acha que alguém vai atingir suas metas por você??? Quer ser uma vítima das circunstâncias novamente??? Ou o ator principal do filme chamado Sua Vida?? Vai escolher ficar de coadjuvante??

Esse exercício é maravilhoso. Sempre faço e ele ajuda-me a manter o foco, determinação e fé. Aliás, quase sempre conquisto todos os objetivos da lista.

Ao escrever e cada vez que ler, você sentirá uma sensação diferente… gostosa… como se já tivesse realizado aqueles desejos, visualizando em detalhes como irá acontecer. Você irá AGORA fazer essa lista ou está expulso do MDJC! Rogarei uma praga e esse será o pior ano de sua vida!!!!

O segredo para dar certo é abranger as 3 áreas que falei anteriormente: Saúde, Financeira e Relacionamentos

Prefira por colocar mais tópicos na que você quer mais resultados.

Outro lance…

Seja realista e coloque metas concretas, o mais próximo possível do ponto em que você se encontra.

Exemplos (que não tem haver comigo ok?):

Saúde

=parar de fumar cigarro

=beber menos na balada

=dormir mais cedo

=comer mais salada e frutas

Relacionamentos

=parar de brigar com meu irmão, ou no mínimo brigar menos

=vou dar mais atenção aos meus amigos

=serei comunicativo e vou conhecer as garotas mais lindas e queridas, e a que tiver mais sorte entre elas, me envolverei

Financeiro

=estudar para concurso/vestibular/trabalho tantas horas por dia

=farei um balanço dos meus gastos diários

Isso é apenas para sentirem o gostinho da coisa.

Ainda você pode aumentar essa lista, colocando metas para o seu hobbie ou esporte.

Por exemplo, coloquei na minha novas manobras que quero acertar nas ondas.

Crie tipo “metas pessoais” para objetivos ligados à auto-conhecimento e seu comportamento social, tipo “Serei mais educado; reclamarei menos; elogiarei mais;” etc…

E o mais importante de tudo pessoal, mantenham o entusiasmo de agora durante o ano todo!!

Desanimou durante o ano? Pegue sua lista e dá uma viajada. Isso irá te animar! Anote o avanço em cada tópico no decorrer das semanas e meses para ver qual das metas está merecendo mais atenção.

Minha dica é ler TODOS OS dias, ou no mínimo do mínimo, toda semana.

Sobre a noite do ano-novo, aos compromissados, curtam com sua gata ou seu namorado/marido, amigos, beba sem preocupação e sinta que no próximo ano acontecerão coisas tão incríveis que você nem imaginava colocar na sua lista!

Aos solteiros(as), sorria! Você tem desculpas de sobra para puxar assunto com qualquer pessoa…

-“Feliz ano novooo! tin tin! Qual seu principal objetivo para 2012??? O meu é ….”

“Por que tá todo mundo de branco? Me imitaram??”

-“Vou te dar o prazer de começar o ano conhecendo um cara interessante. Olá, eu sou o Thiago, como vai?”

Use sua imaginação e seja cara-de-pau. Já pensou começar um relacionamento em pleno ano novo??

Portanto, é isso ai galera!

Desejo uma boa virada a todos vocês!

Obrigado por fazerem parte do Manual do Jogador Caro e me deixar tão feliz acompanhando minhas loucas ideias!

Grande abraço,

Don Conejo


Análise do J.C.: Até que ponto vale reagir à ofensas?

Como é que é turma??

Ontem tive o prazer de encontrar um conhecido meu das antigas, o Pedrão, enquanto surfávamos umas marolinhas.

Ele se envolveu numa situação no mínimo chata, a qual presenciei. Depois ele me propôs a ideia de escrever um artigo sobre como reagir em casos semelhantes.

Segue abaixo o e-mail dele:

“Eu vi que tu aceitas sugestão de uma galera pra publicar os teus posts. Ontem no surfe aconteceu um episódio comigo bizarro cara. Eu fui surfar, de férias, depois de ter trabalhado e estudado o ano inteiro pra cara*** e depois de pegar uma onda (que tinha certeza/razão que era minha) um cara começou a se estressar animal comigo berrando, mandando ir embora, sem noção mesmo. Não curto esse tipo de atitude na água, no trânsito, no trabalho em lugar nenhum. Vê se dá uma luz aí pra mim e pros jogadores caros em geral sobre como lidar neste tipo de situação: um cara num mar de meio metrinho que se sente no direito de pegar todas as ondas da série, um cara no trânsito que fura a tua frente, alguém no trabalho que te estressa, enfim cara. Como reagir? Chamar pra porrada? Ignorar e sair de cabeça baixa? Encarar mesmo mostrar a cara de mau e ver o que dar? Acredito que o jogador caro consegue se sair bem na situação de alguma maneira defendendo as boas maneiras e o respeito em qualquer situação demonstrando superioridade com argumentos e atitudes certas que evidenciam o seu valor como ser humano acima de tudo.

Abraço!!”

até os globais brigam por onda

No seu caso Pedrão, existe um detalhe a mais, que é a lei do surf.

Surfistas nativos da praia têm certa preferência na escolha de ondas.

Isso é justo, sendo que estão ali há muitos anos, pegando todos os tipos de condições, frio, calor, bom, ruim, aguardando a próxima ondulação, trabalhando como salva-vidas, professores de surf, alugando cadeiras e guardas-sol, dando uns pegas em gatinhas na areia… ou seja, eles criam extrema intimidade com aquele lugar.

Se existisse lei de usucapião na praia assim como nos imóveis, os surfistas nativos seriam possuidores daqueles metros quadrados.

Inclusive isso acontece em alguns lugares, como na praia do Atalaia, em Itajaí/SC. É proibido surfistas de fora.

Tirando casos extremos assim, acho que a política da boa vizinhança deve imperar.

Ontem você pegou uma onda que veio em sua direção. Seu direito!

Mas o outro considerou que tinha preferência por ser nativo.

E agora, quem tem mais razão? Nenhum dos dois. Diria que cada um tem um pouco.

Você poderia ter deixado ele ir na onda e não falado nada. Até porque era uma simples marola insignificante. Caso isso se repetisse, você remava mais para o lado e buscava outro posicionamento longe dele.

Ele poderia ter ficado de boa… mas ao perceber uma falta de bom-senso em ti, querendo pegar uma atrás da outra sem dar a vez para a galera local, aí sim, começaria a te rabiar (entrar nas suas ondas).

É uma linha tênue.

Agora falo sobre o que aconteceu.

Ele começou a gritar contigo, “quem tu pensa que é??? vai não sei pra onde!!” etc…

Percebi que você não deu tanta bola, o que foi um ponto positivo.

Mas vacilou em retrucar da seguinte forma: “ah para, tu nem é daqui pô“. Não devemos falar daquilo que não sabemos e foi isso que mais o irritou, pois sua família toda nasceu naquela praia.

Eu falaria “rapaz… pelo jeito você é daqui né? Então foi mal cara… não quis te desrespeitar, só quero pegar minhas ondas pô. Pode deixar que vou ficar na minha.“, e dava um sorriso e uma piscada.

BUM! DESARMOU!

É fácil sermos agressivos quando temos razão. O difícil é sermos calmos.

Importante nessas horas saber como as pessoas são reativas à energia dos outros.

Se você for o mais calmo num ambiente turbulento, será o mais poderoso. Sua calma contagiará quem estiver perto.

Esse é o estilo do Jogador Caro. Exemplos: Don Corleone (o poderoso chefão)e Nelson Mandela.

Ele não bate de frente com os outros.

Chico Xavier foi sábio nas seguintes palavras: ‎”Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor… Magoar alguém é terrível

Quando você não reage à ofensa, a energia negativa não te atingiu e ela volta ao ofensor.

Sem contar o karma, que devolve nossas atitudes com o passar do tempo.

Darei 2 exemplos que comprovam como não devolver a ofensa vale a pena.

1- Certa vez, na faculdade de Direito, ao fazermos um trabalho em grupo no qual eu era o maior responsável, o resultado saiu ruim devido à minha falta de compreensão sobre aquele tema. Por sorte, não valia nota, era apenas um exercício.

Mas meu colega do grupo, que já dominava o assunto por trabalhar num escritório de advocacia, ficou com raiva da minha “incompetência” digamos assim, pegou o trabalho na mão, amassou e jogou no chão, dizendo “isso não é um trabalho, é um LIXO!!!

Fiquei ofendido na hora. Por que tanta agressividade? Prepotência? Superioridade?

No entanto, engoli meu orgulho, fiquei tranquilo e deixei passar. Hoje vejo como fiz bem. Ele é um cara gente finíssima e humilde, que depois de muito tempo falei sobre o episódio pra ele e notei a sinceridade no seu arrependimento. Ambos crescemos e continuamos amigos.

2- Quando o Manual do Jogador Caro era apenas ideia, fiz um vídeo preview falando sobre os temas que iríamos abordar no blog e no coaching. Mostrei para alguns amigos, conhecidos, no blog que escrevia antigamente (queropegartodas.com) e no fórum PuaBase, para ver o que todos achavam. Apesar de ser positivo o resultado até então, um conhecido, sem falar comigo, postou de forma maliciosa o vídeo no facebook, com o título “Morro e não vejo de tudo“. Em 1 hora, já havia mais de 30 comentários!!! Uns diziam “olha o don ficou maluco“, outros “coitado cara dá pena“, tinha até guria que já conheço de outros carnavais rindo da minha cara. Aquilo me ofendeu profundamente.

Ué… basta você ter um projeto… fazer algo diferente… sair da sua zona de conforto… que tentam te colocar para baixo.

Da mesma forma que um siri tenta sair do balde enquanto os outros siris o puxam de volta para dentro.

Me perguntava se eles estavam certos. Se eu tinha ficado maluco mesmo. Por um triz não desisti.

Minha vontade foi de responder 1 por 1.

-“Você fulano, falando mal? Pelo menos não bato em mulher como você faz”.

-“Tu beltrana??? Rindo de mim?? Só pra avisar, seus brincos ficaram lá em casa tá, pode deixar que eu guardei”.

Mas aí eu estaria sendo reativo. Estaria me colocando no nível deles, dando importância à opiniões que, na maioria, eram invejosas.

Fiz o contrário! Resolvi trabalhar com mais vontade ainda! Revi todos os detalhes, esquematizei, contei com a ajuda de pessoas maravilhosas e hoje estamos aí, contribuindo para a vida de muitos leitores e leitoras, passando da marca de 15 mil visualizações do blog em apenas 2 meses!!!! Quem está rindo agora??

Para fechar com chave de ouro essa (extensa) análise, citarei meu nobre camarada Little Crank, que resumiu em poucas palavras “até que ponto vale reagir à ofensas“:

“Pobres pessoas! Costumam sempre converter-se em vítimas. Sorriem quando alguém as adula, sofrem quando
alguém as humilha. Insultam se são insultadas, ferem quando são feridas, nunca são livres; seus semelhantes têm
o poder de levá-las da alegria à tristeza, da esperança ao desespero. Pessoas assim são como instrumentos musicais
cada um toca o que bem deseja!”

Abraço do DON!!!!!


Vídeo: Don Conejo sobre o Pick Up

Existe uma nova categoria de estudos de alguns anos para cá chamada Pick Up (pegar/pegação).

Criada nos E.U.A., a obra que trouxe a arte ao conhecimento mundial chama-se O Jogo- A Bíblia da sedução

um livro fascinante

Neil Strauss, um colunista do famoso jornal New York Times, percebeu que queria evoluir sua vida amorosa de uma vez por todas.

Descobriu essa comunidade que falava sobre mulheres, experiências, comportamento social, o que mudou totalmente seu destino.

Não vou contar a história toda porque vale a pena os leitores do Manual conhecerem esse livro (levando em conta que muitos já o leram).

O ponto principal é o Pick Up. Sobre caras que começaram a debater secretamente formas de atrair mulheres.

Já não é mais segredo como no início, pois sujeitos como Mystery, Bad Boy e David D´angelo ficaram super famosos partilhando suas experiências.

O primeiro acima, Erik von Markovik, um técnico de informática que até os 21 anos era virgem, percebeu que ou aproveitava a vida ou seria para sempre infeliz.

Então saiu de casa e começou a observar detalhadamente o comportamento humano. Tanto social quanto amoroso.

Aproveitou de seu hobbie, mágica, para interagir e constatar diversas verdades.

Formas de mostrar valor, de interagir com grupos, detectar interesse das fêmeas, ou seja, ele tornou-se o gênio das dinâmicas sociais.

Dizem que foi o mesmo a dar partida à comunidade Pick Up.

Adaptou uma fórmula de vendedor ao jogo da sedução: Abrir, Confiança, Atrair e Finalizar.

Classificado como jogo indireto (quando você não demonstra interesse na garota inicialmente), elaborou o passo-a-passo para quem não tem as mínimas habilidades sociais, a interagir e muitas vezes ter resultados positivos.

Foi quando Neil Strauss (vulgo Style) conheceu o mundo de Mystery que ficou fascinado e atingiu seus objetivos.

Com o tempo, foram surgindo vertentes além do jogo indireto, como o jogo direto (apresentado por Bad Boy) e o jogo natural (como D´angelo).

Na verdade esses caras não inventaram nada.

O relacionamento entre homem e mulher vem desde os tempos de Adão e Eva.

Mas eles e muitos outros esquematizaram o lance…

Qual macho não gosta de falar de mulher???? Qual fêmea não gosta de falar sobre nós????

Muitos ficam tímidos ao dizerem que curtem este assunto. Vergonha? Vergonha é falar apenas sobre os males da sociedade, das coisas ruins… como os jornais e a TV aberta em geral. Que mal há em falar sobre pessoas? Sobre o maravilhoso e intrigante universo feminino? Sobre o poder da mente?

Pick Up é a ciência que trata de comportamentos sociais, auto-conhecimento e vida amorosa.

Livros, fóruns, blogs, a internet foi a ferrari que o tio P.U. subiu e acelerou à 300 por hora.

Recentemente gravei um vídeo sobre o assunto e chamei a atenção para o maior fórum do Brasil, o PuaBase, a base da evolução pessoal de muitos.

Confiram a ideia! Abraço e até mais.


O que as mulheres querem?

Alô você!!!

Todo homem um dia faz essa pergunta a si mesmo: o que as mulheres querem?

Mel Gibson foi o ator principal de um filme que levou esse nome, onde após levar um baita choque, sua mente conseguia ler exatamente o que as mulheres à sua frente pensavam. Coisa boa hein?

Só que ele começa a ficar meio doido no desenrolar da história.

Também!!! Nem elas sabem exatamente o que querem pô…

Tem hora que querem atenção, na outra querem ser ignoradas, querem carinho, querem pegada, e por aí vai.

Na verdade não é tão complicado entender o que se passa muchachos.

De acordo com a natureza yng-yang, mulheres são mais sentimentais e emotivas, enquanto nós somos mais lógicos.

Imagine esta cena:

Você está lá com sua gata e ela começa a dizer que “fulana” é ridícula, que se acha a boazuda, que olhou torto para ela.

Então você fala na maior tranquilidade: “pô amor deixa ela, não dá bola, começa a ignorar, faz o teu…“.

Aí ela fala com todo o carinho do mundo: “oxa tu também não me entende né sempre assim que SACO, ta ESQUECE!“.

Ahhhhh Jogador Caro……

Você deu soluções lógicas quando na verdade ela só queria desabafar!!

Esse era o momento apenas para você concordar, sentir o que ela estava sentindo, e deu!

Deixe para dar ideias no momento em que ela perguntar mesmo, “amor o que você acha que eu devo fazer?“.

Por isso que ser um bom ouvinte só te trás benefícios no jogo da conquista.

Foram feitas pesquisas e constatado que esse é um dos comportamentos mais solicitados pelas mulheres, que as ouçamos.

Mas veja bem…

Como costumo dizer a vocês, tudo em excesso é inútil.

Caso a mulher à sua frente esteja falando coisas que não te agradam ou que você é contra, corte. Sem dó nem piedade.

Isso demonstra personalidade, entende? Demonstra que você não busca aprovação, nem apenas agradá-la, concordando com tudo que ela fala.

“Don, o que as mulheres querem?”

Cada pessoa é um universo diferente. O comportamento humano é super complexo e não tenho a pretensão de ser o dono da verdade.

No entanto, eis alguns fatores comuns entre o desejo das fêmeas:

1-sentir emoções

Saiba passar diferentes emoções à ela. Tanto com atitudes quanto em conversas.

Cuidado= não vai dirigir em alta velocidade que nem um maluco achando que está passando emoção como um conhecido quis fazer…

Tão pouco fale de coisas tristes. Você até vai passar a emoção de tristeza para ela, mas de quebra vai baixar a vibe da interação.

2-um pouco de carinho

Elogie! Fale do que gosta nela e por quê. Um cheirinho no pescoço, passar a mão no cabelo… qual mulher não gosta disso?

Cuidado= fotos melosas no facebook… declarações por SMS… ligar o tempo todo… falar igual bebê o tempo todo… são atitudes que te levarão a levar um belo FORA!

3-curiosidade

Não revele tudo de uma vez! Seja misterioso… faça ela merecer entrar totalmente no seu mundo e na sua vida. Para quê dar satisfação sobre tudo? Contar todos os detalhes? Calma Jogador, ativar a curiosidade feminina é uma ARTE.

Cuidado= ser ausente demais ou ficar de joguinho o tempo todo deixará ela irritada, que não é nosso objetivo.

4-um pouco de atenção

Como já falado aqui, ouça, faça parte daquilo que ela está a compartilhar com você.

Cuidado= se for uma gata que ainda não rolou, fique ouvindo demais e vai ser tirado apenas para amiguinho.

5- pegada

Não seja mole. Na balada, abraça pela cintura e beija com vontade! Sem linguarada demais… apenas mostre firmeza parceiro.

Na cama, mude de posição sem pedir, puxadinha de leve no cabelo (ou forte em alguns casos), tapa na bunda, faz a festa!!

Mãos dadas? Pega como homem.

Entrando em algum local público, prefira por entrar abraçado, com a mão nas costas dela um pouco mais embaixo ou segurando a nuca. Mulher de Jogador Caro não anda solta, principalmente em balada bombando e shows.

Cuidado= se a gata for mais delicada vai de leve.

Essas são algumas atitudes que as mulheres querem, comprovadas pela realidade florianopolitana constatada por aquele que lhes escreve.

Deixe sua contribuição caso lembre de um comportamento desejado pelas fêmeas, beleza?? Isso enriquece o texto!

abraço do DON!

*as inscrições para o COACHING DO MANUAL DO JOGADOR CARO estão bombando rapaziada!!!

Quer evoluir como pessoa? Aprender conceitos fascinantes? Ter mais desenvoltura? Conhecer qualquer mulher de forma natural e autêntica? Passar por desafios e se tornar alguém com uma energia extremamente poderosa e atraente?

Então se apresse pois a próxima turma está quase fechada!!

Inicio: 7 de janeiro de 2012

Detalheshttps://omanualdojogadorcaro.wordpress.com/about/

E-mail: omanualdojogadorcaro@gmail.com

Comece o ano novo com o pé direito e aprenda o caminho para virar um Jogador Caro.


Vida após o parto

Daí Caros Jogadores!

 

Chegou  às minhas mãos este artigo postado no interessantíssimo blog do Luis Nassif (http://luisnassifonline.blog.uol.com.br/).

É uma boa parábola que nos  faz refletir se realmente temos capacidade para compreender todos os segredos da Vida ou se é melhor dar um passo de cada vez, sempre com humildade.

Bom proveito!

Por Fatima-Bahia

VIDA APÓS O PARTO

No ventre de uma mulher grávida dois gêmeos dialogam:

– Você acredita em vida após o parto?

>- Claro! Há de haver algo após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

– Bobagem, não há vida após o nascimento. Afinal como seria essa vida?

– Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a nossa boca.

– Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Além disso, andar não faz sentido pois o cordão umbilical é muito curto.

– Sinto que há algo mais. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

– Mas ninguém nunca voltou de lá. O parto apenas encerra a vida. E afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

– Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

– Mamãe? Você acredita em mamãe? Se ela existe, onde ela está?

 

– Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela não existiríamos.

– Eu não acredito! Nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que ela não existe.

– Bem, mas ás vezes quando estamos em silêncio, posso ouvi-la cantando, ou senti-la afagando nosso mundo. Eu penso que após o parto, a vida real nos espera; e, no momento, estamos nos preparando para ela.

AUTOR DESCONHECIDO


Vídeo: série da HBO “A Escuta (the wire)”

E aí meus camaradinhas!!!!

Como alguns já perceberam, sou fã da 7ª arte: Cinema. Filmes e seriados para ser mais específico.

E hoje venho apresentar aos senhores (e à algumas senhoritas) uma das melhores séries de todos os tempos -na minha opinião e de muitos outros- chamada A Escuta.

Criminosos de uma das cidades mais violentas dos Estados Unidos, Baltmore, são constantemente investigados pela polícia local.

Sei que apenas essa sinopse não é muito atraente, mas falta vocês saberem que as cenas vão bem além do enredo.

Tanto os personagens quanto as cenas e tramas são absurdamente realistas.

Isso é resultado de um trabalho bem feito por toda a equipe de produção e direção (que conta com um ex-repórter policial e um ex-detetive), além do elenco que atua de forma excepcional.

Também, da emissora de tv à cabo HBO que produziu a série, não podíamos esperar pior.

Abaixo vocês conferem a conversa de dois dos personagens mais importantes, Stringer e Avon, donos de um império do tráfico.

Stringer tenta colocar na cabeça de seu sócio que eles podem ir longe, investindo em grandes negócios e saindo da vida do crime para sempre. Mas Avon possui apenas a mentalidade de um gangster, que quer guerrear pelas suas esquinas (pontos de venda).

Quero alertá-los que a linguagem corporal dos atores, a malandragem, a esperteza, são alguns dos fatores que me fascinam nessa série.

Caso se interessem, este é o link que podem baixar os episódios: http://www.seriesfree.biz/2009/05/the-wire/

Vale dizer que são 5 temporadas dividas em aproximadamente 12 capítulos cada.

Dependendo da temporada, o autor aborda um tema à mais. Na 5ª ele fala sobre a imprensa… na 4ª, sobre os colégios… na 2ª. o porto da cidade… sempre mostrando o lado positivo e o negativo que envolve.

Aviso que é uma série extremamente viciante!

Abraço do DON!


Perfil de um Jogador Caro: o Mestre dos Mestres

Em clima de Natal, quando todos pensam apenas em presentes e esquecem do significado desta data, vejo uma ótima oportunidade de, ao menos, tentar traçar o perfil de um Jogador Caro que abalou o mundo quando por aqui passou:

Jesus Cristo

“Ahhhhh…. o Manual ficou religioso agora????”.

Não meu querido, até porque não sou adepto de nenhuma religião.

Sou um estudante do comportamento humano, da evolução de consciência e de grandes personalidades.

Se quiser apenas fórmulas secretas para pegar mulheres vai lá pro Mystery e não me enche saco.

Agora falemos sobre o que interessa: o sujeito da ilustração acima.

O livro do qual ele é a estrela principal é nada mais nada menos que O MAIS VENDIDO DE TODOS OS TEMPOS. A bíblia;

Nosso calendário é dividido em antes de seu nascimento e depois de seu nascimento;

Diversas datas são em sua homenagem;

e tudo isso é apenas uma pequena parte do seu curriculum!!

*Os principais fatos e ideias a seguir aprendi lendo a coleção de Augusto Cury, “Análise da Inteligência de Cristo”, a Bíblia e outros ensinamentos que tive no colégio.

*Existem muitas fontes sobre sua vida e é difícil saber com exatidão todos os detalhes. Por isso, falarei sobre o que é mais unânime entre elas.

Jesus foi o ser-humano mais interessante que temos notícia até hoje.

A pessoa mais atraente de todos os tempos.

Sua linguagem corporal, voz suave, olhar sincero e ideias maravilhosas deixavam o povo da época (e o de hoje em dia) fascinado.

Profissionais da psicologia, psiquiatria e outros ramos que estudam a mente humana assumem que ele dominava conceitos psicológicos que apenas hoje estão sendo conhecidos.

Nunca impunha suas opiniões, e sim, expunha.

Você não encontrará relatos de Jesus falando você está errado, não é assim, é assado“. Era malandro demais para dar murro em ponta de faca.

Ele te colocava em dúvida: “veja bem, qual de vocês nunca pecou? Nunca errou? Enganou-se? Pois se alguém aí nunca pecou, atire a primeira pedra pô!”

Isso aconteceu quando todos queriam apedrejar a mulher que vendia o corpo, Maria Madalena.

Esse método de fazer perguntas com a intenção de deixar o ouvinte refletir sobre seus atos chama-se Método Socrático.

É mesmo impressionante.

Um moleque nascido na periferia, filho de carpinteiro, ter o nível de consciência dele.

Isso porque, naquela época, os estudantes das escrituras e das palavras de Deus eram todos da sinagoga, do centro urbano de Jerusalém. Para ter moral nessa área, você deveria vim de família nobre, famosa.

Mas foi ele que aos 12 anos de idade se perdeu de seus pais (provavelmente de propósito) durante uma visita que faziam às redondezas e durante horas debateu com esses sumos-sacerdotes, de igual para igual.

Ficaram maravilhados com os princípios dos quais Jesus discorria. Foi a primeira vez que partilhou sua sabedoria em público.

Aos 30 anos de idade, resolveu sair de casa para partilhar a Verdade e a forma como via a Vida.

Escolheu 12 sujeitos, um mais problemático que o outro, para acompanhá-lo. Todos dominados pelos seus Egos.

Orgulhosos, raivosos, invejosos, apáticos, cada um tinha uma característica egocêntrica.

Acredito que fez isso para nos ensinar a ter calma com as pessoas, a ter compaixão. Pois constantemente o decepcionavam e mesmo assim ele os perdoava.

Jesus sabia PREVER o comportamento das pessoas. Em poucos minutos de conversa já compreendia do que o outro era capaz.

Sabia que a emoção bloqueia nossa mente.

Quando estamos de bem com a vida e tudo corre bem, somos calmos e calculistas. Parecemos inabaláveis.

Mas basta um obstáculo surgir que nossa calma vai pro saco.

Mandamos o motorista do lado tomar no ú… brigamos com um amigo que nos decepciona… falamos alto com nossos pais quando nos contrariam… ficamos raivosos quando somos rejeitados por uma garota.

Se já é errado agirmos assim quando não temos razão, é MAIS AINDA quando temos.

Por acaso vocês sabem o poder que o silêncio tem? O silêncio é o grito dos sábios.

Por acaso vocês sabem o poder de um olhar? Pessoas de autoridade sabem.

Jesus sabia.

Se vocês querem ser bons líderes, paciência é fundamental meus amigos.

Sua namorada está brigando com você por motivos bestas? Não responda. Espere ela se acalmar, depois entre na mente dela. Dê um belo puxão de orelha.

Mulheres são extremamente emotivas e muitas vezes agem por impulso. É papel do homem entendê-las e saber conduzir, administrar a relação.

Lembram do último artigo, sobre o FRAME? Então…

Nossa energia é contagiante. Num ambiente alterado, se você for o mais calmo, passará a calma para os outros.

Se alguém está agitado a sua frente, não pegue a energia dele, devolva, sendo tranquilo. Personagens como Don Vito Corleone e personalidades como Nelson Mandela e Jesus Cristo eram assim. Os próprios samurais aprendiam tal conceito através do budismo.

Nossa, quantas lições esse Mestre nos ensinou.

Vejo que se deixar vou escrever um texto quilométrico sobre o sujeito.

Colocarei em tópicos agora os motivos pelos quais considero Jesus um Jogador Caro:

-Energia atraente: todos sentiam-se bem apenas por estar perto dele.

-Atencioso: todos sentiam-se valorizados pela forma que se interessava por cada um e os ouvia atentamente

-Líder: sabia se colocar no lugar da pessoa para melhor compreendê-la, e aos poucos, mostrava o caminho certo

-Altruísta: oferecia sem pedir nada em troca. Era desprendido de seu Ego. Quer fazer amizades? Ofereça uma boa conversa, interessada. Ofereça sorrisos. Quer conquistar as mulheres? Torne o dia delas melhor com a sua presença

-Comunicador: era mestre na oratória. Escolhia as palavras certas, os momentos certos. Falava de acordo com sua intuição.

-Não-reativo: quando um guarda lhe deu a primeira bofetada na cara, ele não reagiu. Apenas o fitou e perguntou “por que me agrides? Se mal não fiz...”  Quando vieram o prender e perguntaram quem era Jesus, ele falou: “sou eu“, mesmo sabendo que seria injustamente julgado e condenado. Os guardas ficaram tão atônitos com a coragem dele, que repetiu com autoridade: “já falei que sou eu a quem procuram. E levem só a mim, eles nada tem haver com isso” ( em relação aos apóstolos). Quando o interrogaram de má-fé, procurando deslizes que possibilitassem sua pena de morte, ele não respondia, mesmo em meio à injúrias, difamações e calúnias. Não tinha nada que provar àqueles homens. Apenas disse “Tudo que penso, falei em público. Nunca me escondi. Perguntem às pessoas e saberão“.

Corajoso: assim como grandes líderes, Jesus morreu pela sua causa, pelo que considerava correto. Sabia que sua história seria mundialmente comentada pelas atitudes que teve em vida e principalmente pela dura crucificação à qual foi exposto. Assim como Sócrates, que também preso injustamente, recebeu na cela a visita de seus seguidores, querendo ajudá-lo a fugir. Sócrates olhou para eles e respondeu: “nunca quis mudar as leis de Atenas, sempre as considerei boas leis. Caso não as considerasse boas e não tivesse obtido apoio popular para alterá-las e julgasse que viver sob tais leis fosse intolerável, poderia perfeitamente ter ido embora da cidade. Coisa que nunca quis fazer. Como posso eu agora, só porque as leis se voltam contra mim, não aceitar o seu veredito?Fugir significaria universalizar como princípio ético que os pactos somente necessitam ser cumpridos quando não nos trazem conseqüências desagradáveis. Como construir uma sociedade se as pessoas somente respeitam seus pactos quando lhes convém?”

-Humilde: Jesus tentava ser discreto, não buscava por fama (por mais que soubesse que sua história ficaria famosa naturalmente). Antes mesmo de amanhecer, as multidões se reuniam, esperando que acordasse e começasse seus discursos e suas parábolas sobre a vida e o Paraíso. Quantos de nós manteria a humildade sendo tão admirado? É mesmo um desafio. Até porque, quando percebeu que a alta cúpula de Jerusalém conspirava contra ele, os apóstolos tentaram o instigar a combatê-los. Jesus tinham milhares e milhares de seguidores e poderia facilmente iniciar um confronto. Mas isso iria contra seus princípios e as ideias que pregava.

-Misericordioso: perdoar o parceiro que o traiu e o entregou aos seus inimigos (Judas)? Perdoar o amigo que por 3 vezes negou conhecê-lo no momento mais difícil da sua vida (Pedro)? Perdoar os soldados que o espancaram até a morte (quando falou pregado na cruz “Pai, perdoe-os, pois não sabem o que fazem”)? A luz está no perdão. Como você sente-se ao errar com alguém e depois ser desculpado? É uma sensação incrível. Melhor ainda é a sensação de perdoar. Sua mente egocêntrica dirá sempre para não fazer isso, mas seu coração tem que ser forte para dizer o contrário. Além do mais, Jesus nos ensinou  perdoar-nos a nós mesmos. Pedro teve a sabedoria de se perdoar. Já o tal de Judas foi orgulhoso e se puniu. Gostaria que ele tivesse lido nosso post sobre o assunto= https://omanualdojogadorcaro.wordpress.com/2011/11/22/a-inutilidade-do-arrependimento/

Sinceramente, essas qualidades ainda são poucas das que esse Mestre nos mostrou, mas já são suficientes para ele ter ganho espaço no Perfil de um Jogador Caro dessa semana!!!!

É duro ver que a maioria da população fica cheia de preconceitos quando o nome desse campeão vem à tona.

Mas, entre várias lições que ele ensinou, a última foi essa mesmo:

Se nem Jesus agradou a todos, não se preocupe quando receber críticas e ofensas. Quem não busca apenas por aplausos não fica chateado com vaias.

Feliz Natal à todos e lembrem-se de além de trocar presentes, saber que é aniversário do Mestre dos Mestres, o cara mais atraente, o maior líder, a pessoa mais humilde de todos os tempos: Jesus Cristo!

abraço do DON


Frame: passamos aquilo que sentimos

E aí rapaziada, beleza???

 

Atendendo ao pedido do nosso leitor Maicon, hoje conversaremos sobre o significado da palavra “frame”.

Não sou um dicionário ambulante, tão pouco o Google Translate, mas darei o conceito que frame tem aqui no Manual.

Significa aquilo que projetamos às pessoas.

Como adoro dar exemplos para ilustrar conceitos, aqui vai um para vocês:

Quando o garotinho que era fascinado por cinema, chamado Steven Spielberg, resolveu dar uma volta nos estúdios da Universal para ver de perto como eram rodados os filmes, entrou em êxtase.

Logo no dia seguinte, colocou um terno, pegou a maleta do seu pai (com algumas frutas dentro apenas) e se dirigiu novamente à empresa.

Usando de seu carisma, fez amizade com o porteiro, que lhe mostrou um trailer abandonado.

Foi o suficiente para o futuro cineasta escrever numa plaquinha “Steven Spielberg, produtor”, pendurar na porta da frente e sair passeando pelos sets de filmagem.

Frequentou diariamente o lugar e descansava no trailer.

Observava de forma atenta como os filmes eram gravados, conversava com os atores e diretores.

O desfecho dessa história?

Rapidamente suas ideias criativas chamaram a atenção daqueles profissionais, que deram uma chance para ele ajudar na produção de certo filme. O resultado foi fantástico! Spielberg fechou contrato com o estúdio e por lá permanece até hoje.

É fácil concluir que ele teve mais notabilidade a partir do momento em que vestiu um terno e fingiu fazer parte da empresa.

Esse foi o frame transmitido.

Basta boa observação para notar que o tempo todo as pessoas estão sub-comunicando alguma coisa:

-o sujeito que fala rápido demais mostra insegurança e ansiedade

-andar de cabeça baixa mostra chateação

-alguém que está sempre a sorrir parece de bem com a vida

-aquela garota com um decote gigantesco e de micro-saia pode fingir ser difícil e estar num pedestal, mas sabemos bem o que ela quer

Vejam bem, quando estou andando pelo centro de Floripa, normalmente uso camisa pólo ou social.

Já na praia, fico de regata, chinelo e boné.

O que aconteceria se eu fizesse o contrário?

No centro pareceria um moleque, deselegante em meio tantos trabalhadores e mulheres com estilo.

Já na praia, daria uma de O Empresário, no meio de shortinhos e pranchas de surf.

Em se tratando de aparência, você deve planejar e prestar atenção ao que está transmitindo aos outros (e ao que eles transmitem também).

Falarei agora sobre o frame transmitido através do comportamento.

Alguns caras começam a se relacionar com a gatinha. Daqui a pouco vêm me dizer “Donnnnnn, poxa caraaaaa, ela disse que estou pegajoso demaaaaais, ciumento demaaaaais, o que eu façooooo????”

Eu que te pergunto: Quem mandou ligar o tempo todo para ela? Mandar msg o tempo todo? Quem mandou ter ciúmes até da própria sombra? Quem mandou se declarar por facebook várias vezes? Sendo que ela nunca fazia nada disso?

Frame que você passou= CARENTE, INSEGURO E NECESSITADO

O engraçado é que o frame normalmente acontece por si só, de acordo com aquilo que pensamos e sentimos.

Se você conta novidade sua para um amigo e ele não dá um sorriso ou uma palavra legal, ele está com inveja.

Se você faz perguntas sobre o dia dele e ele não pergunta de volta, ele está desinteressado.

Alguns manipuladores até conseguem fingir um frame, normalmente mexendo com o EGO dos outros.

É o caso dos estudantes de sedução (Pick Up) que aprendem a decorar rotinas para DVS: demonstrar valor superior.

Inventam histórias que protegeram seus amigos… tiveram várias mulheres… foram líderes em alguma situação…

Para mim isso é uma PALHAÇADA. Palhaço quem ensina isso e palhaço quem aprende e pratica isso.

Seja Homem com H maiúsculo pô!!!!

Mania feia que as pessoas têm de querer sempre o caminho mais fácil. É por isso que roubam tanto lá na política.

Trabalhe suas qualidades, potencialize as virtudes que já possui.

Reflita sobre suas falhas e desenvolva-as, para que sumam de sua personalidade.

Ou continue tendo relacionamentos superficiais e que evaporam rapidamente quando as pessoas te conhecem melhor.

Tipo quando você vai lá conhecer a gata.

Alguns pensam “será que ela vai me querer? Nossa quero tanto beijá-la! Nossa ela é tão linda! Será que tenho chance?”

Esse frame preocupado e o desejo exagerado acabam por estragar o seu jogo, sua interação, pois ela vai perceber que está diante de um cão babão, ansioso em agradar para conseguir algo em troca.

Mas se você normalmente pensa “oxa…. que gatinha…. vou puxar assunto, cumprimentar, só para ver o jeito dela… caso seja querida assim como é bonita, vou conhecer melhor e ver se ela merece entrar no meu mundo“, ahhhhhhhhh meu amigo!!!!!

Esse frame será passado o tempo todo no diálogo e ela verá que está diante de um Jogador Caro, que tem auto-estima, é seletivo, conhece a mente feminina e com certeza pode deixar o dia dela melhor. Se ele QUISER, é claro.

 

Só para lembrar: quer se dedicar à isso tudo e ser naturalmente atraente? INSCREVA-SE NO COACHING DO MANUAL DO JOGADOR CARO   😉

Abraço do DON!

 

 


Vídeo do Coaching

O Coaching do Manual do Jogador Caro é mesmo uma pérola.

Todos os participantes da última turma assimilaram com exatidão os conceitos passados nos vídeos, nas consultas online e no material complementar. Isso me deixa fascinado!!

Para quem não conferiu, aqui estão alguns depoimentos colhidos durante o curso: https://omanualdojogadorcaro.wordpress.com/2011/12/10/comentarios-sobre-o-curso-manual-do-jogador-caro/

Como podem ver, é um grande empurrão para o seu desenvolvimento pessoal.

Falo com propriedade sobre os temas de auto-conhecimento (confiança, EGO, zona de conforto, lei-da-atração, etc…), dinâmicas sociais (linguagem corporal, sintonia, expressões, etc…) e mente feminina (abordagens, yng-yang, relacionamentos), simplesmente porque tive diversas experiências nessas áreas.

Aprendi com grandes mestres, observando também sucessos e fracassos de amigos, refletindo sobre meu dia-a-dia e sempre tendo coragem para enfrentas novas situações. Atitude me trouxe e ainda trás grandes aprendizados!

No último vídeo do coaching, onde tratamos de falar sobre ABORDAGENS, faço diversas análises que considero excepcionais em alguns filmes, além de mostrar na prática e em tempo real como faço para puxar assunto com desconhecidas. É simplesmente sensacional! Você consegue notar como é fácil conversar atrativamente com qualquer mulher, apenas seguindo algumas dicas minhas, sem joguinhos, manipulação e qualquer coisa do tipo.

Aqui vai um preview para vocês sentirem o clima!

abraço do DON

 


Análise do J.C.: “O passado dela me persegue”

Senhoras e senhores,

a caso de hoje é o de muitos tantos outros que existem pelo mundo afora.

Fala sobre o nosso apego ao passado… a nossa curiosidade superficial e nosso instinto de julgamento… sobre orgulho e mania de comparação. É mesmo um exemplo importante.

Vejamos agora o que o leitor partilhou conosco (seguem meus comentários em negrito).

“Amigo Don Thiago, hoje sou eu, Raposo, que venho lhe pedir conselhos afetivos e espero não o incomodar com isso, meu caro (o blog é feito para vocês leitores, fico contente quando me mandam seus casos e tenho chances de ajudar). Por que escolhi você? Por que você é o único que tem colhões de me dizer que errei e fiz merda.

(mandou bem meu caro, porque aqui no Manual do Jogador Caro a conversa não faz curvas!)

Como sabe, estou namorando já vai fazer 4 meses. No começo, cara, foi legal, porque eu estava firme e forte na minha jornada PUA e no controle da situação.

Mas, no entanto, com o tempo, o aumento do grau de envolvimento afetivo foi inevitável e tanto eu quanto ela nos apaixonamos.(essa é a meta)

Ela tomou comigo uma atitude que, segundo ela, foi na melhor das intenções de ser sincera e transparente, mas que não sei por quê, exerceu impacto sobre mim e desestabilizou minha autoconfiança: me falou sobre o passado sexual dela. Com quem ficou, quantos ficou, o que fez, onde fez. Ela queria que eu soubesse o que ela fez no passado para que eu soubesse com quem estava convivendo e jamais viesse a saber algo pela boca de outra pessoa. (foi aí que você errou. Quem vive de passado é museu cara… deveria ter dito “olha, melhor pararmos por aqui… sei bem quem você é, te conheço mais a cada dia e estou adorando! O que você fez e com quem fez, fica para trás, e comigo a mesma coisa”)

Isso, no entanto, me deixou cabreiro. Comecei a ficar inseguro, e na hora do sexo comecei a negar fogo com certa frequência. (claro, seu orgulho ficou ferido e seu Ego começou a pensar várias coisas)

Dois meses após essa revelação, tivemos uma pequena discussão e o que estava entalado saiu, falei a ela que não sentia firmeza alguma nela pelo passado onde ela foi uma pessoa completamente desapegada e interessada tão somente na satisfação de suas necessidades pessoais. Eu sei que o que fiz foi infeliz e estúpido, pois ela chorou, chorou e eu, por me tocar do mal que a fiz, também chorei. (mais uma vez seu EGO – leia-se por instinto de sobrevivência- se mostrou abalado por não ter a pessoa pura e perfeita ao seu lado)

Mas, resolvemo-nos e tocamos a vida para frente.

Ela é mais rica que eu. Bem mais rica. Fomos semana passada a uma livraria e ela simplesmente gastou quase R$1000,00 em livros, à vista. E eu não sei porque, talvez por ser trabalhador, talvez por ser uma pessoa que tem tudo tão difícil e suado, me senti ofendido com o gesto dela, novamente fui infeliz e disse a ela que ela exagerava no consumismo dela. E isso a magoou.(orgulho + inveja + julgamento= complexo de inferioridade. Não fique se comparando a ninguém dessa forma cara… cada um dança conforme a música de sua vida, somos livres para fazer o que bem entendermos. Ainda mais em questão de dinheiro… ou você, no lugar dela, gostaria de um dia ser o finado mais rico do cemitério?)

Mas, novamente, nos resolvemos e tocamos para frente.

Passamos um final de semana razoável juntos, na segunda-feira ela foi para casa e eu, não sei porque, senti uma depressão tão grande que fui parar na minha médica e ela me disse que eu estava guardando um imenso sentimento de culpa, pois os dois “surtos” que dei passaram a fazer com que ela omitisse de mim as coisas da vida dela e a fazer compras escondido de mim para me “poupar” de uma mágoa.(poupar seu ego ferido no caso)

Conversei com ela pelo telefone ontem, pedi desculpas por esses dois surtos e disse que não queria que ela mudasse quem era e me omitisse as coisas para não me magoar. Ela não entendeu muito bem qual foi a minha, já que estávamos bem, e de lá mudou o tratamento, suas mensagens não mais são carinhosas, é seca ao telefone e quando disse “te amo”, ela só respondeu “eu sei”. (que mal educada.. poderia ter respondido como Charlie Harper pelo menos, “Obrigado”  =)  )

Eu estou ciente de que fiz merda e estou colhendo o que plantei. (admitir é o passo mais difícil, parabéns)

Eu a amo, e tenho certeza disso. Ela me completa em quase tudo na vida. E ela nunca fez nada de ruim comigo, sempre fez por onde ser uma ótima namorada. (aqui você percebe que apenas o AGORA e o passado recente é que importam)

Eu sei que sou capaz de seguir em frente se terminarmos, eu sou a prova viva da superação, mas isso não significa que eu ficaria indiferente se a perdesse.

A questão, meu amigo, é… Será que ainda vale a pena lutar? Porque a sensação que tenho é de que queimei o filme com ela. De que independente do que fala, já mudei a percepção que ela tem de mim e que eu estaria sendo teimoso. Mas, posso estar errado e deixando as emoções negativas tomarem conta de mim.

Se puder me dar uma luz, eu agradeço!

Adalberto Raposo

 __________________________________________________

É meu caro Raposão…. você fez mesmo uma lambança hein?

Tudo ia lindo e maravilhoso quando, numa noite qualquer, sua namorada teve um surto de sinceridade e quis revelar coisas insignificantes sobre a vida dela.

Sabe rapaz, dizem que devemos levar em conta mais as INTENÇÕES das pessoas do que as ações em si. E a intenção dela era das melhores… era um voto de confiança que ela estava te dando.

Ou quem sabe não. Quem sabe ela agiu por medo, como ela mesma admitiu, do que você poderia saber sobre suas antigas aventuras amorosas da boca de terceiros. Isso foi uma atitude do EGO dela na verdade, medo de como ficaria a imagem na sua cabeça. Aliás, no caso de alguém vir a falar de sua namorada, você deve agradecê-lo na mesma hora por “querer se meter onde não foi chamado” e mandar ele cuidar da vida dele.

Mesmo assim, você que é o homem da relação, o Jogador Caro!

Você quem deveria ter cortado o papo e dito o quanto aquilo era insignificante para você e que não tinha a mínima curiosidade sobre o passado sexual dela.

Agora, sem mais sermão!

Costumo dizer às pessoas que, a partir do momento em que temos que “lutar” por alguém, já perdemos. Mas no seu caso vou abrir uma exceção.

Antes de tudo, você deve parar de ser guiado pelo seu EGO meu amigo.

Ele é um mecanismo mental de sobrevivência individual que todos temos nas nossas cabecinhas. Ele está sempre comparando as coisas logicamente, sempre achando que tudo é uma ameaça à nossa integridade física ou mental. Foi por causa dele que você sentiu-se ofendido com as revelações dela… foi por causa dele que você sentiu-se inferior diante das compras dela…

Pare um pouco de ouvir essa criança carente dentro de você cara!!!! Seja mais do que isso!

Na vida amorosa, o papel do homem é fazer a mulher FELIZ. Simples assim.

Sem comparações, julgamentos ou disputas morais.

Apenas trazer felicidade à vida dela. Dando um pouco de atenção, carinho, sexo, risadas e surpresas. Conduzindo a relação sutilmente e ativamente.

Diga a ela que se ligou dessas coisas sobre o seu EGO agora.

Diga que percebeu que todo o passado dela foram apenas degraus de uma escada que a levou a chegar até você parceiro!!!!

Que talvez, se tivesse sido diferente, vocês não teriam se conhecido ou tido um namoro maravilhoso!

E que tudo que quer ver é ela feliz e alegre! Pois assim você também fica feliz e alegre.

Faça surpresas rapaz… seja espontâneo… agora é a hora de você jogar bonito como ninguém jamais jogou com ela!

Te desejo toda a sorte e saiba que se for para dar certo, vai dar.

Obrigado por ter me procurado,

Abraço do DON